Salário em Bitcoin: como utilizar

Atualmente, em  alguns lugares do mundo, empresas já estão realizando o pagamento de salário em Bitcoin

Quer saber como e quais  são as principais vantagens de ter o salário pago em Bitcoin? Leia o  nosso artigo até o final!

A Nova Zelândia foi um dos países pioneiros a legalizar o pagamento por criptomoedas; foi publicado no ano passado pelo Departamento de Receitas Internas, um comunicado que regulamenta os tributos no país.

Esta medida deve ser aplicada em pagamentos que sejam regulares e fixos.

No entanto, a Regulamentação também indica que a criptomoeda esteja atrelada a uma moeda física.

Mesmo assim, essa decisão foi a primeira a contribuir para o debate sobre o papel das moedas digitais no mundo contemporâneo.

E para as empresas, o que isso representa?

Importância para as empresas

Parte das organizações que trabalham no mercado de criptomoedas tem  feito o pagamento de salários em Bitcoin já há algum tempo.

Caso as empresas tenham comprado a moeda quando o valor estava baixo, pode se tratar de uma jogada inteligente para agora utilizá-la para pagar salários.

Já para outras empresas pode ser apenas estratégia de negócio.

Mas, independente de uma ou de outra alternativa, o que sabemos ao certo é que o surgimento do Bitcoin veio para facilitar  a vida dos empregadores.

Este tipo de pagamento confere tanto ao empregador como também ao colaborador um repasse rápido, fácil, seguro e com baixo custo.

Agora que já sabe quais os benefícios para empregadores, vamos falar das vantagens para os colaboradores.

Vantagens do salário em Bitcoin

A seguir, listaremos uma das principais vantagens em receber o salário em Bitcoin:

1 – Recebimento sem terceiros

O bitcoin é uma moeda descentralizada;

Surgiu em 2009 e não é regulada por nenhum governo ou órgão central;

Afinal, menos intermediários significa mais dinheiro no bolso do empregado.

2 – Bitcoin sem fronteiras e seu salário também!

Outra vantagem em receber o salário em Bitcoin é que não há fronteiras.

Não há distâncias que impeçam o pagamento através das moedas digitais.

3 – Rapidez nas transações

Ainda são muitos os usuários que reclamam da demora nas transações de Bitcoin, que levam cerca de 10 minutos para serem realizadas.

No entanto, uma transação internacional comum demora aproximadamente 4320 minutos, correspondente a 3 dias.

500 vezes mais demorada, quando comparada a uma transação realizada na blockchain.

Importante lembrar que a rede não possui limites e prazos aos finais de semana!

Assim, caso envie 50 milhões de dólares de Bitcoin num domingo à tarde, o dinheiro será transferido em 10 minutos.

Com o avanço da tecnologia,  o salário em Bitcoin passa a ser interessante tanto para o empregador como também para colaborador.

Tanto que na Nova Zelândia e em alguns outros países já é possível receber em Bitcoin!

Salário em Bitcoin: iniciativas e perspectivas mundiais

A Bitwage é uma startup que hoje é referência na assessoria para pagamentos em Bitcoin.

Hoje são muitas as empresas no mundo que contratam a plataforma para fazer a assessoria e remunerar os colaboradores através de criptomoedas.

É muito simples: o empregado cadastra os dados na plataforma e , em seguida, cria uma fatura e envia à empresa pagadora.

O trabalhador, quando cadastrado na plataforma, já define quanto do salário irá receber na conta corrente ou na poupança.

A startup utiliza o backend do Bitcoin para todo o processo, fazendo com que as taxas sejam menores.

Já pensou em receber assim aqui no Brasil também?

Salário em Bitcoin no Brasil

No Brasil ainda não há uma previsão concreta para que isso aconteça.

Porém, há um debate em discussão que está encaminha o processo para empresas começarem a remunerar os seus funcionários em Bitcoin.

Tanto que algumas máquinas de cartão de crédito já aceitam o pagamento em criptomoedas.

Como estamos em um mundo digital, onde tudo é executado conforme o aprendizado, não vai demorar muito  para que o Brasil comece a implantar o pagamento em salários em Bitcoins em um futuro muito próximo.

E quando pensamos que o ativo começou a ganhar mais notoriedade em meados do ano de 2017, é visível ver uma rápida evolução em relação às novas formas de utilização, não?

Comente, curta e continue acompanhando todas as novidades sobre o mundo cripto no nosso blog!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: