Revolução: os efeitos da utilização do Bitcoin durante a pandemia

Desde o último dia 12 de março, mais conhecida como a “quinta-feira negra”, alguns ativos tradicionais e também o Bitcoin tiveram uma queda brusca nos valores, causando sérios impactos na economia mundial. O aumento nas incertezas provocaram uma elevada volatilidade, sendo assim, muitos traders procuravam um meio de comprar e vender o ativo, de maneira rápida, pois estava difícil de mensurar quais eram os períodos de alta e baixa.

De maneira geral, a pandemia trouxe uma reflexão, sobre o seu preço e como ela pode ser utilizada, com destaque para três categorias:

  •  serviços comerciais
  •  jogos de azar (poker, blackjack) 
  • deep web. 

Leia o tópico a seguir e entenda quais são os efeitos nas 3 categorias: 

Efeitos causados

Serviços Comerciais

Starbucks e Amazon são algumas empresas que aceitam a criptomoeda como forma de pagamento, motivada pelos fornecedores de serviços comerciais, ou seja, há uma relação com o mercado cripto, pois, quando a moeda está em alta, maiores são as chances de os comerciantes aceitarem o ativo como forma de pagamento. Através da blockchain, foi possível observar todas as transações dos fornecedores, onde houve uma queda considerável, gerando desistência na utilização do ativo por conta do COVID-19.

A pandemia nos jogos

O mais óbvio seria pensar que a pandemia é muito útil para o mercado de jogos de apostas (poker, blackjack), pelo simples fato que durante o período de quarentena, os “viciados” em jogos ficam mais tempo em casa, mas pelo contrário, até agora o que se pode notar, é uma queda nos fluxos do bitcoin para este tipo de serviço, desde a segunda quinzena de março. É importante salientar que esta queda, não é somente  por conta da ascensão do vírus no mundo todo, mas também porque isso não tem sido uma prática muito comum dos apostadores, já que isso ocorreu também durante o período de recuperação da criptomoeda; a maioria dos usuários joga apenas por “prazer” e não com uma perspectiva de lucro;

A deep web e o Covid-19

Nesta categoria, as análises passadas mostraram que a diminuição do valor da  Bitcoin pode ser considerado interessante, isso porque as receitas na deep web são muito menos afetadas. Os clientes mais assíduos estão dispostos a consumir mais drogas, sem se importar muito com a alta ou a baixa do ativo.

Hoje, a realidade é totalmente diferente, uma vez que as receitas monetárias caíram de forma considerável, dificultando a venda de medicamentos, por conta de que os principais cartéis mexicanos não conseguem encontrar uma substância chamada de fentanil, que é produzida dentro da China, local considerado o epicentro do vírus, ou seja, isso afeta muito a relação com os fornecedores deste tipo de mercado. Aos poucos, os chineses tentam retornar a “normalidade”, o que faz com que este mercado comece a prosperar também.

Perspectivas futuras do Bitcoin

Desde o início da pandemia global, alguns ativos tradicionais e também o Bitcoin tiveram uma queda brusca nos valores, com isso, muitos traders procuravam um meio de comprar e vendê-los, de maneira rápida, pois estava difícil de mensurar quais os períodos de alta e baixa, em meio a instabilidade. É possível falar de um evento “único e atípico”, ocasionado por uma  crise na saúde pública, que impacta na economia global; por isso, assim que a pandemia for controlada, a expectativa é que a utilização do Bitcoin seja normalizada, mesmo que não impacte de forma considerável nos jogos de azar e também na deep web, com a economia global voltando aos eixos de forma gradativa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: